O que é o como funciona o open banking

openbank

Com a grande circulação midiática muitos usuários estão com dúvidas do que é e qual o significado de open banking. Simplificando, Open Banking pode ser entendido como “Banco Aberto” e ainda “Sistema financeiro aberto” essa é a proposta desse novo sistema bancário aberto. Descubra como se cadastrar nesse sistema que promete deixar o sistema financeiro mais justo e com melhores oportunidades de crédito, quais as vantagens de aderir ao open banking, quais cuidados necessários para não cair em golpes.

O que é o Open Banking?

O open banking permitirá que clientes acessem e movimentem suas contas bancárias por diversas sistemas/plataformas e não somente pelo aplicativo/site do banco onde possui a conta corrente, já que parte do conceito de que o cliente é o dono dos dados bancários e não a instituição financeira (banco, financeira, fintechs, administradora de cartões de crédito).  Sendo assim, os dados bancários podem ser compartilhados por diversas empresas com total segurança desde que permitido pelo usuário-consumidor.

Imagine a seguinte situação: Você cliente possui conta corrente no Banco do Brasil, possui conta salário no banco Santander, cartão de crédito no Banco Bradesco, financiamento na financeira Votorantim, e um seguro automotivo no Banco Itaú. Ou seja, é complicado manter controle sobre todos esses produtos financeiros, não e mesmo? Com o o open banking, terá a oportunidade de acessar seus dados bancários utilizando o Internet Banking de um outro banco, a partir de um único aplicativo.

Com a chegada do open banking, abre-se a possibilidade de diversos aplicativos financeiros e plataformas de internet banking para cada perfil de cliente.  Por exemplo, o Guia Bolso (pertencente ao PicPay), criado por uma fintech brasileira, é um exemplo de aplicativo operando open banking cuja proposta é organizar as finanças pessoais sincronizando as informações bancárias do usuário numa só plataforma. O uso do aplicativo financeiro facilita consultar e realizar movimentações financeiras através do aplicativo simples, seguro e intuitivo. Seu uso possibilita acesso a produtos e serviços financeiros de acordo com o perfil do usuário.

O Banco Central já permite a portabilidade de cadastro entre bancos e está caminhando para a legislação de regulamentação para operar o novo sistema aberto (open bank) a qual visa segurança dos dados transacionados entre clientes e instituições financeiras.

O conceito de open banking não é novo, surgiu na Europa  em 2018 e tinha como objetivo quatro propostas partindo da concepção de que o dono dos dados bancário é o cliente e não a instituição que os detém.

  • Proteger os dados dos clientes/consumidores.
  • Incentivar a competição saudável entre empresas do setor financeiro (bancos, seguradoras, administradoras de cartões de crédito, financeiras) e consequentemente possibilitar as melhores condições de ofertas aos clientes/consumidores.
  • Tornar as transações de pagamentos mais seguras e eficientes.
  • Fortalecer o desenvolvimento do mercado financeiro integrado e mais eficiente, além de criar regras de funcionamento.

Vantagens do Open banking

Você pode estar se perguntando quais são os benefícios do open banking, não é mesmo? Abaixo vamos listar algumas vantagens do novo sistema financeiro aberto:

  •  Com o open banking o cliente pode compartilhar com outras instituições seus dados financeiros e conseguir possibilidade de serviços financeiros (seguros, cartões de credito, empréstimos, financiamentos) melhores e mais baratos já que é possível compartilhar os dados históricos do(s) outro(s) banco(s), seu histórico de  relacionamento com outras instituições, sua pontuação de crédito e perfil de consumo e de pagamento.
  •  Aderir ao sistema aberto não será necessário guardar muitos comprovantes já que os terá facilmente a salvo dentro do seu perfil de usuário. Com o open banking, você poderá liberar seus dados com diversos bancos e instituições financeiras rápido e sem burocracia e claro, com a mesma segurança praticada pelo seu banco.
  • Apenas as instituições escolhidas por você terão acesso aos seus dados.
  • Outra grande vantagem é poder migrar de conta corrente, conta salário e conta digital sem burocracia já que compartilhará os dados bancários de outra instituição com seu perfil de crédito e renda.
  • Outra vantagem é que poderá ter ofertas de acordo com o seu perfil e necessidades já que diversas instituições terão acesso ao seu perfil e conduta de pagamento.
  • Se desejar, poderá pedir o cancelamento do compartilhamento dos seus dados com quem os enviou e com quem os recebeu.

Lembramos que nenhuma instituição poderá ter acesso aos seus dados sem autorização.

Quando entra o open banking?

Para quem tem dúvidas como como será implantado no Brasil, a implementação do open banking brasileiro contará com quatro fases, sendo:

  • primeira fase (01/02/2021):  iniciou em fevereiro de 2021, nesse momento as instituições começaram a compartilhar seus canais de atendimento e seus produtos, suas taxas de serviços bancários, valores de anuidade de cartão de crédito, seguros, programas de pontos de cartões de crédito, cestas de serviços de contas,  horário de atendimento, etc. Possibilitando maior transparência aos clientes.
  • segunda fase (13/08/2021):  começará em agosto de 2021 e compartilhará dados dos clientes, quando a devida autorização, como o nome, número de cpf, data de nascimento, renda, movimentações bancárias, saldos, extratos bancários, limites de cheque especial, histórico de pagamento, etc.
  • terceira fase (30/08/2021):  ainda em agosto deste ano, 2021, os usuários poderão realizar movimentações financeiras em diversas plataformas e internet banking usando seus atuais dados bancários.
  • quarta fase (15/12/2021): prevista para dezembro de 2021, os usuários poderão compartilhar suas informações de câmbio, seguros e investimentos o chamado open finance, ambas operações são regulamentadas pelo Banco Central e protegidas pela lei do sigilo bancário (Lei n°105/2001).

Quem pode participar do open banking?

O open banking/open finance está disponível para qualquer usuário dos canais digitais desde que titular de produtos ou serviços financeiros amparados nas regras do Banco Central. De acordo com o Banco Central, qualquer cidadão brasileiro, maior de 18 anos, ou empresa devidamente constituída, cliente de qualquer instituição financeira participante,  pode aderir ao sistema open. Poderá escolher como, quando e com quem compartilhar os seus dados financeiros através do consentimento à  instituição detentora dos dados (banco, financeira, seguradora, home broker).

Alguns cuidados

Você pode estar se perguntando se open banking/finance é realmente seguro. A resposta é sim. Ele é um sistema criado para proteger aos usuários e as instituições de crédito e todo o sistema é regulamentado pelo Banco Central e usam a criptografia de ponta a ponta, o que garante total segurança nas transações.

Porém, com a implantação do sistema aberto, existe a possibilidade de golpes comuns na internet, os chamados sites phishing.  Aconselha-se o compartilhamento dos seus dados apenas a partir do aplicativo próprio do banco. Se receber algum suposto cadastro por e-mail, sms, via WhatsApp ou até mesmo por ligação, desconsidere e procure a sua agência para proceder com o cadastro no open banking já que os bancos não solicitam informações sensíveis.  Caso tenha dúvidas de como proceder, ligue na central de relacionamentos, cujo número consta na parte de trás do cartão.

Ficou com dúvidas? Assista ao vídeo institucional oficial e entenda como funciona  a maior novidade financeira de todos os tempos.

 VÍDEO INSTITUCIONAL:

Deixe sua opinião

Leia também

© 2022 - Cartão de Crédito e Conta Corrente